sábado, 25 de agosto de 2012

Verbos: Intransitivos e transitivos

Os verbos podem ser classificados de diversas formas, porém nenhuma classificação é tão importante quanto a classificação de acordo com a complementação do verbo, uma vez que ela controla a regência verbal e sua concordância.
Os verbos podem ser intransitivos ou transitivos, cada verbo traz um sentido consigo, mas há verbos que para serem compreendidos precisam de um complemento. Observe o exemplo:
           *Precisamos
           *Assistimos
           *Aspiro
Como observado os verbos acima necessitam de uma palavra ou expressam que complemente seu sentido, assim: Precisamos de quê? / Assistimos ao quê / Aspiro ao quê?

Os verbos que pedem um complemento são conhecidos como transitivos, enquanto os verbos que não precisam de complementação são chamados de intransitivos.

          "Os verbos intransitivos normalmente denotam ação e através deles o leitor compreende todo o sentido do verbo".

Exemplos de verbos intransitivos: aterrisar, morrer, dormir.
             Observe a oração: "Ele morreu". Pelo verbo morrer percebe-se todo um sentido, onde ele morreu é apenas um complemento que serve para passar uma informação de enfeite.
             "As crianças estão dormindo calmamente". Calmamente é um advérbio que não é exigido pelo verbo, esse termo também serve como enfeite.

         "O termo transitivo é empregado levando em consideração que o verbo transitivo transita, ou seja, percorre a oração, criando um caminho entre o verbo e seu complemento".

             Observe as seguintes orações: Precisamos de cuidados especiais.
                                                              Chegamos em Belém do Pará.
                                                              Aspiro aos melhores cargos.

             Observe estas outras orações: Vendem-se casas.
                                                             Lembrou o livro sobre a mesa.
                                                            Ele comeu duas fatias de bolo.

             No primeiro trio de orações os verbos transitivos pedem complemento e também exigem uma determinada preposição, afinal: Preciso de... / Chegamos em... / Aspiro a... , estes verbos que ligam-se ao complemento de forma indireta, ou seja, através de uma preposição, são chamados de transitivos indiretos.

           "Os verbos transitivos indiretos pedem complemento acompanhado de uma preposição já definida pelo verbo".
 
             No segundo trio de orações os verbos não pedem uma preposição, assim são transitivos diretos.

           "Os verbos transitivos diretos não precisam de preposição para ligarem-se ao complemento verbal".

Além dos verbos intransitivos e transitivos diretos ou indiretos existem verbos que precisam de dois complementos, um acompanhado de preposição e o outro complemento sem preposição, estes verbos são conhecidos como transitivos diretos e indiretos.

           "Os verbos transitivos diretos precisam de dois complementos, um preposicionado e o outro sem preposição".

Exemplos de transitivos diretos e indiretos:
                          Verbo Pagar: "O patrão pagou o salário aos empregados".
                           transitivo direto: Pagou o salário.
                           transitivo indireto: Pagou aos epregados.
                           Verbo Preferir: "Prefiro cães a gatos".
                           Fazendo uma comparação o verbo precisa da preposição a.
                          Verbo Perdoar: "O ageota perdoou as dívidas aos devedores.
                            



Nenhum comentário:

Postar um comentário