segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Gênero dos substantivos

Na língua portuguesa todo substantivo tem dois gêneros: o feminino e o masculino, todavia há línguas onde aparece o gênero neutro. Os substantivos são classificados quanto ao gênero em epicenos, comum de dois gêneros e sobrecomum.

Os substantivos epicenos são usados para designar seres cujos nomes não variam em gênero e nem o artigo muda, são os nomes de certos animais, que não possuam feminino, e plantas.
Para demonstrar o gênero destes substantivos acrescenta-se a palavra fêmea ou macho depois do nome do animal ou planta.

Exemplo: A cobra fêmea; a cobra macho.
                O urubu fêmea; o urubu macho.
                O mamoeiro fêmea; o mamoeiro macho.
                O lírio fêmea; o lírio macho.

Uma vez que há palavras relacionadas a humanos que não tenham variação de gênero e aceitam apenas um artigo para designar os dois sexos, estas palavras são conhecidas como sobrecomum.

Exemplo: A vítima.
                A criança.
               
Há ainda substantivos que não se flexionem em gênero, mas aceitem o artigo feminino e o masculino, estes substantivos são chamados de comuns de dois gêneros.

Exemplo: A cônjuge; o cônjuge.
                

Nenhum comentário:

Postar um comentário